Troféu Figueirôa

“MEMORIAL DESCRITIVO” do Prêmio Engº Antonio de Castro Figueirôa – “TROFÉU FIGUEIRÔA”
O troféu “Personalidade” será dado a cada ano à pessoas que se destacaram auxiliando de alguma forma a comunidade aluminense e, portanto, teria que ser criado algo que tivesse uma simbologia. E assim foi criado o “Troféu Figueirôa”.

A BASE

A base do troféu é triangular, pois essa figura geométrica é considerada um símbolo perfeito. Também é a base do Cristianismo: Pai, Filho e Espírito Santo.
Podemos ver também nesta figura a estrutura da família: Pai, Mãe e Filhos.
Com isso, o que gostaríamos de mostrar é que, uma personalidade é antes de tudo uma pessoa de princípios bem formada com uma base sólida.

AS FIGURAS CENTRAIS

No troféu há duas figuras centrais que têm em suas mãos uma ferramenta e um papiro, representando o Trabalho e a Educação. Dois pontos importantes no transcorrer da vida do Dr. Figueirôa (pessoa que leva o nome do troféu).

Nessas duas figuras os braços esquerdos de cada uma estão segurando uma medalha, os rostos não oferecem visão, baseados na vida dessas pessoas que serão homenageadas, que lutaram, se empenharam e fizeram algo de bom sem que tivessem a intenção de se exibirem ou qualquer outra coisa que não fosse o auxílio à comunidade.

A MEDALHA

Nas mãos levantadas dessas duas figuras está um medalha escrito “O TRABALHO E A EDUCAÇÃO DIGNIFICAM O HOMEM”.

Uma máxima que sintetiza tudo aquilo que precisamos para podermos crescer com dignidade e sucesso.
Com Trabalho e a Educação é que poderemos realmente mudar todo um quadro sócio-político-cultural.

AS FIGURAS DOS LADOS

De cada lado das figuras centrais existem outras estilizadas que estão vestindo um manto e cada uma das figuras está com a mão apoiando-se na outra.

Esta foi a forma encontrada para se explicar a humildade e sentido de companheirismo de uma personalidade, pois, por melhor que seja a intenção; sozinhos não fazemos nada, é necessário o apoio de outros.

Se olharmos essas figuras veremos que esses mantos representam montanhas com um grande Sol nascendo atrás. Através desta simbologia queríamos mostrar a nossa cidade – ALUMÍNIO – que é toda cercada por morros.

Contando o sol que está atrás das figuras, mais as medalhas, mais as cabeças das figuras que estão de cada lado da figura central, totalizaríamos nove círculos que representam os planetas de nossa galáxia e, com isso gostaríamos de mostrar a grandiosidade da personalidade que muitas das vezes deixa a sua vida em segundo plano para auxiliar outras pessoas.

Esperamos que as pessoas entendam a idéia a que nos propusemos a passar e, com isso, realmente poder homenagear aqueles que serão premiados com um prêmio tão importante, que leva o nome de um homem visionário, que à frente de uma época (algumas vezes incompreendido), conseguiu fazer tanto por Alumínio: Dr. Figueirôa.

Magueta/Wandão, artistas plásticos escolhidos para confeccionarem o “Troféu Figueirôa”
Galeria dos Homenageados

TROFÉU FIGUEIRÔA

 

1994
Cláudio Scarpa
Edú Porto Mendes 
Dr. Eno Lippi
José Aparecida Tisêo
José Henrique Mora Duarte

1995
Alzira Moraes de Almeida 
Benedita de Jesus Butieri
José Netto do Prado
Célia Canto
Paulo Silas

1996
Olavo Vieira Siqueira
Madeleine Stroesser Figueirôa

1997
Hermínio Clóvis Brisotti 
Padre Francisco Pereira da Silva

1998

Nilson Raposo
Maria de Castro Armando

2000
João Sabbi 

2001
Benedito de Souza Filho

2002
Edson Eusébio de Araújo 
2003

Inaura de Paula Ramos 

2004

Azi Campos Boschetti 

2005

Antonio Juvenil Fogaça
Maria da Consolação Gusmão

2006
José Bento dos Santos 

2007
João Ribeiro dos Santos

2008
Sr. Edson Aparecido Ramos
Sra. Arlete Nunes Ramos
Sr. Valmir Pereira da Silva
Sra. Geralda Jesus Carmo da Silva
Sr. Waldomiro Fraga
Sra. Elvira Ferreira Fraga

2009
Prof.ª Nancy de Barros Gregóris 
Claudionor Bonfim
Levy Floriano Rodrigues 

2010
Ariovaldo Correa Sales

Osmar de Andrade

 

2011

Iraci Martins Lima

Gumercindo Lucas do Nascimento 

João Batista da Silva - João Paulista

 

2012

Amilton Benedito Cerioni 

Sergio Moreira 

 

2013

 

Não houve premiação

 

2014

José Aquilino Garcia

Aparecida Monfredini Lodigiani

Pastora Dionília Rodrigues do Nascimento 

 

2015

Silvestre Alves de Oliveira

Antonio Vaz da Silveira

 

2016

Marta Rosa da Silva

Geraldo Marcelino da Silva

Antonio Vaz da Silveira

 

2017

Odorica Tereza Rodrigues

Antônia Crispim Capucho

 

2018

Cezina Vieira Cerioni

Pedro